Coenzima Q10: Como Tomar, Benefícios, Para Que Serve


 

Ulbiquinona, CoQ10 ou Coenzima Q10: Estes são alguns dos nomes de uma molécula que está presente em praticamente todas as células do organismo humano e está diretamente associada com o funcionamento adequado do metabolismo energético. Logo de cara, se tratando de um componente intimamente ligado com a metabolização de carboidratos, proteínas e lipídios, ela já desperta um certo interesse por conta de praticantes de atividades físicas.

Mas, o que é a coenzima Q10? Quais são suas funções? No que ela poderia auxiliar praticantes de atividades físicas? Ela possui funções secundárias? E seus efeitos colaterais, existem? Esta é uma substância que pode ser suplementada por quaisquer indivíduos? E quais são suas melhores formas de uso?

Para saber a resposta destas perguntas, basta ler o texto adiante…

Fórmula da Coenzima Q10

O que é a Coenzima Q10

Muito se fala sobre a CoQ10 e seus benefícios, mas pouco se sabe de fato a respeito desta molécula. Na realidade, a Coenzima Q10 é uma benzoquinona (um dos isômeros da ciclohexadinona) que está presente em praticamente todas as células do corpo humano, pois participa dos processos os quais são responsáveis por gerar energia disponível. Obviamente, em órgãos os quais possuem maior atividade energética, e demandam maiores quantidade de ATP, é possível encontrar a Coenzima Q10 em maiores concentrações.

Ela foi descoberta na década de 50 e até hoje é grandemente estudada e aplicada em alguns casos os quais se visa melhorar o metabolismo energético do corpo.

Ela é sintetizada de maneira endógena (naturalmente pelo corpo) através do aminoácido Tirosina e do Acetil-CoA, pela via do mevalonato (também usada na biossíntese do colesterol).

A Coenzima Q10, como mencionada, pode ser produzida pelo próprio corpo, mas pode ser obtida também através da alimentação (peixes, carnes em geral e etc) ou mesmo por meio da suplementação, a qual é feita em casos de patogenias (Mal de Parkinson, doenças cardíacas, doenças neurodegenerativas em geral, hipertensão, doenças de huntington e etc) ou em casos os quais precisa-se de maiores quantidades de processos energéticos, como no caso de praticantes de atividades físicas.

Quais são os benefícios para o praticante de atividades física ao usar a CoQ10?

Entre os principais benefícios quando um praticante de atividades físicas obtém ao utilizar a Coenzima Q10, podemos mencionar:

  • Melhora no perfil energético do corpo;
  • Maior disponibilidade e aproveitamento energético;
  • Maiores efeitos anti-inflamatórios, fazendo com que a recuperação dos treinos seja mais rápida e eficiente;
  • Melhora o crescimento e a diferenciação celular;
  • Possui ação antioxidante, prevenindo as células de danos causados por radicais livres, os quais podem causar sua morte;
  • Reduz a flacidez, as rugas entre outros problemas de pele;
  • Melhora a disponibilidade de óxido nítrico;
  • Melhora as funções epiteliais;
  • Controla melhor a pressão arterial e previne o sistema cardiovascular de possíveis danos.

Além disso, um importante ponto ao falar da Coenzima Q10 para os praticantes de atividades físicas são referentes a sua ação beneficiadora da queima de gordura corpórea. Assim, ela torna-se essencial para queimar gorduras com muito mais eficiência.

Benefícios da Coenzima Q10

Quando é realmente necessário a suplementação com a Coenzima Q10?

Muitas pessoas utilizam a CoQ10 sem necessidades patogênicas, ou seja, apenas para melhorar a performance, ou a disposição de energia, por exemplo.

Normalmente, pode ocorrer a deficiência de CoQ10 com:

  • Avanço da idade (especialmente após os 40 anos de idade);
  • Pessoas as quais possuam doenças cardiovasculares;
  • Pessoas que tomam estatinas (remédios para redução dos níveis de colesterol e que também reduzem a síntese de CoQ10);
  • Pessoas com doenças renais;
  • Entre outros.

Nestes casos, quando falamos da suplementação, falamos da ingestão por meio de cápsulas, por exemplo, pois, a simples suplementação por meio de fontes alimentares normalmente não é suficiente.

Existem efeitos colaterais com o consumo da Coenzima Q10?

Quando este consumo é por meio da alimentação, dificilmente algum tipo de efeito colateral pode ser notado, pois não conseguimos fornecer quantidades tão grandes de Coenzima Q10 ao nosso corpo.

Mesmo sua suplementação não é evidenciada com efeitos colaterais, salvo sob pessoas que tenham algum tipo de restrição específica ou que estejam utilizando algum tipo de medicamento o qual possa interagir com a mesma.

De uma forma feral, a Coenzima Q10 e bastante segura e pode ser usada pela maior variedade de pessoas e que possuam os mais diferentes objetivos.

Por questões de segurança, e bom senso, é sempre importante que você respeite as dosagens estabelecidas pelo profissional (médico ou nutricionista) que o acompanha.

Como tomar Coenzima Q10

A coenzima Q10 é ingerida na maioria das vezes por meio de cápsulas. As dosagens podem variar de acordo com a recomendação do profissional que o estiver acompanhando.

Porém, normalmente usa-se em torno de 100-200mg de Coenzima Q10 por dia com água em qualquer uma das principais refeições (preferencialmente que contenham boas quantidades de lipídios, a fim de garantir uma melhor absorção).

Conclusão:

A Coenzima Q10 é uma molécula associada com o metabolismo energético que pode ser produzida de maneira endógena (natural) pelo corpo, pode ser consumida através da alimentação ou mesmo pode ser suplementada.

Não apresentando efeitos colaterais, ela pode auxiliar em vários pontos, desde o tratamento e a prevenção de doenças, a melhoras estéticas e de performance. Porém, para que ela apresente o máximo de eficiência, deve estar associada com bons hábitos de vida (alimentação, exercícios físicos, descanso adequado etc) e estar sob recomendação de médico ou nutricionista.

Bons treinos!

Comente!